SINTONIZAÇÃO COM A TOTALIDADE DO SER

Serafim Vieira explica que quando nós, conscientemente, escondemos partes do nosso Ser (Eu Superior, Alma, Espirito Divino…), muitos sistemas de ordem Superior, como Meridianos axiatonais e Sistemas circulatórios axiais, deixam de ser necessários. São desligados e tornam-se inativos. Tudo isto acontece na hora do nascimento. Deixamos, a partir desse momento, de ser capazes de experimentar vibracionalmente a nossa Alma, Eu Superior e outras partes do nosso Ser.

É preciso reativar e religar os Meridianos Axiatonais, para ficarmos ligados ao nosso Eu Superior e à nossa Alma. Energia Axiatonal é uma energia de alta vibração, que flui através de uma rede Axiatonal, que liga todos os níveis da criação.

Com a religação à rede, a energia axiatonal flui até o interior dos Meridianos axiatonais, através da ESTRELA DA ALMA (vórtice de energia acima da cabeça) e da ESTRELA DA TERRA (vórtice de energia abaixo dos pés), que atuam como centros energéticos. Este fluxo, de energia de alta vibração, garante que toda a rede celular funcione em harmonia. Os pontos energéticos são pequenos vórtices de energia eletromagnética, que se encontram na superfície da pele. Eles emitem frequências de luz e som, fazendo com que os átomos e moléculas vibrem mais rápido. Esta vibração estimulada cria fibras de luz, tecendo uma rede que faz a regeneração celular. Cada célula do nosso corpo tem um ponto energético e todos eles estão ligados ao Sistema Axiatonal.

Feita a religação a nossa Alma começa a organizar e comandar as experiências necessárias para que se faça a ligação e o Retorno à Fonte. Permite que você receba um maior fluxo dessa energia de cura acelerando seu processo evolutivo. Tudo isto só acontece com Intenção/Informação no nosso DNA, com Amor.

A Sintonização com a Totalidade do Ser é uma ferramenta realizada de forma presencial que permite reintegrar todas as partes. Este processo é realizado  em 2 sessões em dois dias consecutivos e uma única vez.

Esse conhecimento já está à disposição no planeta, mas a Lei Universal que o rege no passado como agora é peremptória “ninguém pode receber a sintonização se não o solicitar e permitir”.